Segundo alertas que circularam na internet, esse hábito pode prejudicar sua saúde

Circula na internet um alerta sobre os perigos de deixar garrafas de água dentro do carro. Segundo essas fontes de informação, as garrafas submetidas a altas temperaturas liberam uma substância chamada Bisfenol A (BPA), contaminando a água.

A substância ainda está relacionada ao ganho de peso e ao surgimento de câncer de mama e próstata. No organismo, o BPA se comporta como se fosse o estrógeno, hormônio feminino, interferindo no funcionamento de algumas glândulas e na produção de hormônios.

QUATRO RODAS investigou se a informação é verídica. E segundo o professor de engenharia de alimentos da Unicamp, Carlos Alberto Anjos, a garrafa PET não contém BPA e portanto a noticia é falsa.

O BPA estava na composição dos plásticos de mamadeiras, mas desde de 2011, por determinação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a substância foi proibida. Em outros países também há leis proibindo seu uso.

Porém, o especialista alerta que, no caso de squeezes (não necessariamente produzidos sob regras da Anvisa), corantes, pigmentos e metais pesados podem contaminar a água. “Se a pessoa beber dessa água terá provavelmente apenas um desconforto estomacal. A contaminação não deve trazer problemas graves para a saúde”, diz o professor.

A indicação do especialista é trocar a água do recipiente todos os dias e sempre substituir as garrafas de água para preservar o sabor e odor natural.

Fonte: https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/deixar-a-garrafa-de-agua-dentro-do-carro-pode-ser-perigoso/